Surge uma nova ferramenta de transformação social

0
133

Vivemos num momento de aprofundamento do conservadorismo político em nosso país. A ampla vitória das direitas nas eleições municipais dão conta de que o governo golpista de Temer e o atual Congresso extremamente conservador tem poder político muito grande junto a todos os setores da população.

Teve como vitoriosa empresários e políticos do PSDB, PMDB e de partidos de direita. Foram criadas as condições pós impeachment para segunda fase do golpe político aos direitos sociais e a destruição do Estado democrático de direito. A primeira sinalização de que o governo e o Congresso vão aprovar todas as medidas provisórias, projetos de emendas constitucionais, reforma da previdência e o programa de privatizações foi a aprovação da PEC 241 que diminui o tamanho do Estado, corta investimentos e destrói direitos da classe trabalhadora.

Não quero aqui, no lançamento do blog Estratégia Solidária, ficar falando sobre crise e muito menos aprofundar investigação sobre projetos políticos das direitas, meu objetivo central através dessa ferramenta de comunicação digital é estimular um debate sobre novos métodos de organização para transformação, sem querer inventar a roda e muito menos de ser um cientista político inventor ou criador de uma revolução de ideias.

O que me anima é o aprendizado histórico que vivi nos últimos trinta anos como militante do Partido dos Trabalhadores, fazer trabalho de base, repartir conhecimento e aprender coletivamente e organizar os oprimidos a conquistarem a sua libertação.

Aprendi com Paulo Freire em “A Educação como prática da Liberdade” que em um projeto de formação política da cidadania resulta da investigação para o conhecimento da vivencia e da realidade das populações no meio em que vivem, seus costumes, suas crenças e seus sonhos.

Acredito que a libertação do indivíduo descobrindo-se oprimido e explorado só vai ser integral se ele se organizar politicamente em organizações de sujeitos sociais coletivos. Paulo Freire chama esse fenômeno de LIBERTAÇÃO, pois a vitória de milhões de sujeitos sociais coletivos é que libertará o opressor, repartindo a riqueza de forma equânime, destruindo o capitalismo e todas as formas de opressão e avançando na perspectiva de construção de uma sociedade socialista. Esta é a nossa utopia.

Estratégia Solidária quer fazer esse debate e colaborar fazendo construção dos sujeitos sociais coletivos, a revolução democrática e dos fóruns locais da democracia popular comunitária.

Compartilhar
Próximo artigoQuerem eliminar Lula da vida pública
Ex-deputado estadual e presidente do Partido dos Trabalhadores no Estado do Pará. Pretende opinar sobre conjuntura política, econômica, meio ambiente e outros acontecimentos. Sempre com uma visão crítica.

Sem comentários