Nosso inimigo não está na esquerda!

0
171

No lançamento desde blog quero prosseguir o debate sobre as eleições municipais em Belém neste 2º turno. As reações bastantes positivas ao texto PT Belém de pires na mão faz afagos no PSOL me anima a emitir opinião sobre o que vem acontecendo no campo das esquerdas. De forma muito simples, não é preciso ser cientista político para compreender que a ação conjuntural das direitas significam tão somente a defesa do seu projeto de dominação e manutenção do status quo do poder político e econômico e do exercício da hegemonia da classe dominante detentora das riquezas e do controle sobre o Estado burguês capitalista.

É preciso para eles controlar e dominar a opinião do imaginário social das camadas populares da sociedade, mas isto não é problema, eles controlam a estrutura e superestrutura da sociedade capitalista: o Congresso Nacional, o poder Judiciário, o Ministério Público e a mídia monopolizada. Com todo este aparato político e ideológico foi facilitado para as direitas fazerem toda essa campanha de criminalização do PT, da esquerda e de nossas principais lideranças.

Hoje tenho clareza de que quanto mais acertos o PT e o Governo tivessem maior seria a perseguição fascista e caluniosa contra a esquerda e os socialistas do Brasil.

O slogan do Temer golpista “vamos tirar o Brasil do vermelho” é traduzido no município de Mãe do Rio por uma fascista tucana que berra aos quatro ventos “nós expulsamos o vermelho de Mãe do Rio”. Portanto, meus camaradas, passemos a interpretar esta crise como um momento para descobrir novas oportunidades e alternativas de organização política que fortaleçam a luta da classe trabalhadora e os partidos de esquerda em nossos municípios, no Pará e no Brasil.

A reação do PSOL/Belém ao apoio formal do PT apenas reforça o pragmatismo de uma esquerda ortodoxa com práticas maniqueístas de oportunismos equivocados: esses camaradas pensam que ganham votos nos tratando da mesma forma que a direita nos trata. Nossa resposta a eles é fazer campanha dia e noite para garantir a vitória da esquerda em Belém.

Convoco toda militância que acredita na perspectiva da estratégia solidária, a todos e todas que enfrentam a opressão capitalista, homens e mulheres que sonham com uma sociedade nova e socialista. A todos os petistas que querem reconstruir nossa utopia e nosso sonho de liberdade que juntemos nossas forças, que marchemos sobre Belém para conquistar o voto de nosso parentes e amigos propagando as ideias de uma ideologia libertadora através da organização de sujeitos sociais coletivos, da multiplicação da esperança e no exercício da democracia popular comunitária.

Vamos à luta, camaradas! E viva o socialismo!

Sem comentários